Rádio Líder do Vale

16 de set de 2013

Porque Pagar o Piso Salarial aos Professores Estaduais é a Principal Tarefa do Próximo Governo? O RS à muito tempo atravessa uma crise de suas finanças públicas. Isso é consenso entre todos os analistas e mesmo os políticos. Talvez, o que não seja consenso sejam as causas. Já passaram vários governos e nenhum conseguiu arrumar a casa, ainda que tivessem se esforçado o que não deixamos de reconhecer, mas fato é que, como marca o problema persiste. De outra parte, o ultimo governo que deixou uma marca nesta área contundente para o desenvolvimento do estado foi o ex Governador Leonel Brisola,(falecido) com a construção de muitas escolas, aproximadamente seis mil, são os registros. Ora, isso denota uma opção bem clara aos caminhos que se deve tomar quando se apresentarem para uma disputa os postulantes ao governo do estado, seja o atual pela reeleição, sejam seus opositores. Todos são unanimes em reconhecer que uma educação de qualidade e quantidade são necessários. É justamente aí que reside a questão. Se não vejamos: 1. O clima de desconfiança que paira sobre os governos em relação ao não cumprimento da lei do piso dos professore se estende a outras categorias de servidores e até outros setores, pois, se os governos mesmo dizendo que a educação é fator estratégico para o desenvolvimento não conseguem ou não priorizam a base de onde tudo começa, que é com os professores, o que não fará com os outros seguimentos que não dialogam com este tema? 2. Para criar um ambiente de confiança e de perspectivas reais de uma nova postura do governo frente a esta questão, não existe nada mais relevante do que saudar este passivo, caso contrário, além de ter a maior categoria profissional organizada no estado contraria a seu governo, talvez venha a ter de enfrentar, greves, protestos ou mesmo a desmotivação daqueles que são responsáveis por transmitir conhecimento as novas gerações. Portanto são inúmeras as razões que nos levam a acreditar que o maior desafio para o próximo governo no estado do RS é honrar este compromisso que, hoje, é de ordem legal, mas, também de ordem moral, pois, se realmente, como todos dizem, a educação é base de tudo, então que se priorize de fato a mesma a começar pelo piso. Bem, talvez alguns irão arguir que o difícil é como fazer isso? Ocorre que, quando isso for prioridade de verdade, se encontrará os meios para fazer cumprir esta lei. Ainda, qual será o custo disso? O custo será, permitir as novas gerações que sonhem com um estado melhor de se viver, com educação de qualidade e tudo mais que dela deriva. Ivan Braz

13 de set de 2013

"NÓS PODEMOS SIM", Ser mais conscientes; Ter mais oportunidades; Lutar pelos nossos direitos; Ter mais representatividade; Ser mais solidários; Trabalhar mais para o bem comum; Sonhar com um mundo melhor; Lutar por um mundo melhor; Construir um mundo melhor; Respeitar as diferenças; Valorizar as diferenças; Ser mais tolerantes; Cuidar mais das pessoas; Cuidar mais do meio ambiente; Enfim nós podemos viver em paz e sermos da maneira que queiramos ser. Quanto ao ter, nós podemos sim, ter aquilo que nos é justo ter, no entanto, precisamos trabalhar muito para que a justiça seja fruto do nosso merecimento conforme a luta que empreendemos para ter. Caríssimos, "eu acredito sim", nós podemos isto e muito mais. Saudações Utópicas

12 de set de 2013

"Nós podemos SIM". Vamos juntos?