Rádio Líder do Vale

2 de fev de 2011

Nota de Esclarecimento

Após receber muitos pedidos, creio que é chegada à hora de prestar alguns esclarecimentos referentes à minha, digo nossa saída do governo municipal, Aos fatos:

Primeiramente precisamos dizer que já havíamos manifestado desejo de sair do governo para contribuir com o futuro governo do Companheiro, hoje governador e nosso antigo amigo e aliado Tarso Genro, neste sentido era público tanto para o governo municipal quanto para o nosso partido esta decisão. Cabe ressaltar que tínhamos convite inclusive para retornar a Brasília para compor o governo da presidente Dilma.

Segundo, porque já havíamos implementado quase tudo do que constava como compromissos assumidos pelo programa de governo para área da segurança pública no município durante a campanha eleitoral, e isso para nós é entendido como uma contribuição inequívoca a comunidade.

Terceiro por discordar veementemente dos rumos do governo, tanto no que diz respeito à gestão administrativa, a gestão política e aos métodos utilizados pelo centro de governo e, sobretudo pela falta de apoio e empenho para área da segurança, o que pode ser aferido no acompanhamento do orçamento da SMST, que certamente configurará desprezo e descaso com esta importante área. Obviamente que esta pasta não estava entre as prioridades do centro de governo.
Enfim uma serie de divergências que nos motivavam cada dia mais, ir em busca de um espaço onde pudéssemos desenvolver com entusiasmo nossa aptidão e talento, se é que temos algum.

Cabe ainda um breve comentário, quanto à forma, neste caso nos valeremos do jargão da área de segurança, “fomos alvejados pelas costas”, isto mostra o quanto de respeito era dado a mim e a pasta que gerenciava. Cremos que isto é suficiente para as pessoas tirarem suas conclusões sobre a credibilidade de quem atira pelas costas.

Quanto ao mais, em breve falarei do novo espaço em que me encontro e das perspectivas de futuro. Porem, quanto ao futuro, fica um pensamento latino americano:

“Eu só peço a Deus, que a justiça não me seja indiferente,
se um traidor tem mais poder que um povo,
que este povo não esqueça facilmente”.

E para que não haja mais injustiças no futuro, à sinaleira do cruzamento da Av. João Pereira de Vargas com a Justino Camboim já esta no local, faltando apenas alguns ajustes e adequação da sinalização para ser ligada. E importante que se registre isso para que ninguém fique com duvidas do quanto nos empenhamos para que a comunidade que fez inclusive abaixo assinado tivesse esta demanda atendida, quem por ventura ainda tiver recorra aos documentos internos da secretaria que creio devam ser públicos, as pessoas envolvidas e por fim se desejarem ao programa do balanço geral para conferir esta afirmação. Ou seja, saímos, mas deixamos tudo encaminhado para colocação da sinaleira, que infelizmente não foi colocada nos prazos que gostaríamos que fosse, mas em fim saiu. Até breve.

Ivan Braz
Ex Secretário de Segurança e Trânsito de Sapucaia